CENTRAL DE VENDAS

+55 21 2018-0402

Buscar
  • EAC Personnalité

A Importância do Inglês para os Advogados

Atualizado: Jan 13


A advocacia sempre foi uma profissão exercida por pessoas de alto conhecimento. Rui Barbosa, uma das personalidades mais icônicas do Direito brasileiro era também conhecido como um poliglota, pois falava, com fluência, inglês, italiano, espanhol, alemão e francês.


O Brasil é uma das maiores economias do mundo, com forte participação diplomática e no comércio internacional. Tudo isso requer, em maior e menor medida, o uso do saber especializado jurídico para a redação de documentos oficiais, negociação e minuta de contratos, acordos etc.


O inglês se tornou tão essencial ao advogado e a tantos outros profissionais que, muitas vezes, já é exigido como requisito mínimo, não sendo mais considerado como diferencial no currículo. De fato, na busca pelo primeiro emprego, ou estágio, o inglês consta como uma das exigências dos escritórios para a contratação. Nesse sentido, o jovem advogado que pretende seguir na carreira jurídica precisa já ter isso em mente e entender que o domínio desse idioma não é uma questão de se diferenciar da concorrência, mas, sim, de se igualar a ela.

Embora ter conhecimento de inglês seja um requisito mínimo, a sua fluência e domínio, especialmente o inglês voltado para a área jurídica, representa uma ampliação gigantesca na área de atuação do advogado. Isso porque, a partir da fluência e expertise em inglês, você poderá escolher como especialização o direito internacional e começar a exercer sua prática nessa área.


Com o crescimento em número e importância dos tribunais internacionais, também cresce a necessidade de advogados que possam atuar nessas cortes. Os acordos e tratados entre países, ainda que discutidos por diplomatas, precisam ser conformados em uma linguagem legal e técnica. A atuação na ONU em organismos internacionais também é uma vasta área a ser explorada. O processo de globalização e de revolução nas telecomunicações gerou um fluxo jurídico internacional sem precedentes. E o inglês é a língua oficial desse fluxo. Para o advogado que sabe aproveitar as oportunidades, a fluência desse idioma é de crucial importância.


O Direito não se restringe ao contencioso. Há diversas áreas a serem exploradas pelo Advogado, bem como que o inglês não se limita aos países que o utilizam como língua materna. O inglês é uma língua universal, que possibilita a comunicação com qualquer pessoa, de qualquer lugar do mundo.


No Direito Empresarial: o inglês é essencial. Empresas estrangeiras, multinacionais que aqui se instalam precisam conhecer nosso sistema jurídico e precisam de advogados que sejam claros nas explicações, que participem das reuniões, orientem na elaboração de cláusulas contratuais.

No Direito Ambiental: importantes casos têm sido decididos nos Estados Unidos e pela sua importância, têm repercutido no mundo todo. A leitura deles é fundamental para o profissional que quer se manter atualizado.

No Direito do Consumidor: o conhecimento é indispensável, porque o Brasil sofre influência dos países do Direito costumeiro nessa área.

Nas Arbitragens Internacionais: o inglês oferece um leque de oportunidades interessantes e rentáveis. Nas relações com os países africanos, o inglês facilitará e muito os negócios.

No Direito Esportivo: que movimenta milhões, conhecer o idioma poderá ser a abertura de novas oportunidades, em especial num momento de grandes eventos no Brasil.


Fique por dentro do mercado de trabalho internacional, Comece o curso de inglês em imersão e descubra o mundo. Clique aqui e saiba mais.


9 visualizações